OS LIVROS DA BÍBLIA SAGRADA – FORMAÇÃO CRISTÃ

postado em: Bíblia | 4

Sobre a Bíblia Sagrada “As coisas reveladas por Deus, que se encontram e manifestam na Sagrada Escritura, foram escritas por inspiração do Espirito Santo.

Com efeito, a Santa Mãe Igreja, por fé apostólica, considera como Sagrado e canônicos os livros inteiros tanto do Antigo como Novo testamento, com todas as suas partes, porque, tendo sido escritos por inspiração do Espírito Santo (cf. Jo 20,31; 2Tm 3,16; 2Pd 1, 19-21; 3, 15-16), têm a Deus por autor e como tais foram confiadas à própria Igreja (Dei Verbum VIII, XI).”

Os livros da Bíblia foram compostos no decorrer da era Judaica e Cristã, sendo que parte destes livros podem ser sagrados para o Cristianismo, mas não para o Judaísmo.

Os livros do Novo Testamento não foram compostos em um único momento e sim ao longo da era Cristã. Várias foram as discussões para que a Igreja chegasse um uma lista definida e aceita como sendo inspirados e dignos de fé.

BÍBLIA SAGRADA: OS LIVROS PROTOCANÔNICOS E DEUTEROCANÔNICOS

A Bíblia Sagrada não é um livro que surgiu pronta, mas sim foi sendo “construída” e formada no meio dos povos que criam na promessa da vinda do Messias.

Precisamos entender que a Bíblia Sagrada não caiu no colo de padres e pastores evangélicos, mas possui um estrutura que é preciso ser entendida para que se possa te-la como sagrada.

Os livros protocanônicos (proto = primeiro) são os livros escritos no meio do povo Judeu com a cultura e língua hebraica. Já os livros deuterocanônicos (deutero = segundo) são os livros que nasceram no meio do povo judeu separados pela Diáspora, por isso já rejeitados pela cultura judaica de origem hebraica.

A versão judaica exclui ao todo sete livros classificados como deuterocanônicos, são eles Tobias, Judite, I Macabeus e II Macabeus, Sabedoria de Salomão, Eclesiástico, Baruc (ou Baruque).

Também fragmentos dos livros de Ester e Daniel e o segundo livro de Crônicas estão fora do original judaico.

bíblia sagrada catolica

A VERSÃO DOS SETENTA – A SEPTUAGINTA (LXX)

A versão dos setenta, como assim é conhecida, se refere a composição dos 39 livros do Antigo Testamento escrito em hebraico juntamente com os 7 livros escritos em língua estrangeira.

Essa colonia vivia em Alexandria uma das maiores, compunham mais de 100 mil judeus. No entanto vale destacar com imensa atenção que as descobertas arqueológicas de Qumŕam demonstram que nem todos os livros deuterocanônicos possuem somente versão originalmente em grego.

O livro de Tobias, por exemplo, foi escrito em aramaico, já Judite, I Macabeus e Baruc também com versões em hebraico. Isso também poderia provar a originalidade e a autenticidade dos livros.

Os livros da Bíblia Sagrada definitivamente foram unificados, juntados e organizados ao longo dos séculos pela Igreja e assim admitindo que seu conteúdo era de fato Sagrado.

OS APÓSTOLOS UTILIZAVAM A SEPTUAGINTA?

Sim, os apóstolos utilizaram também a versão grega para pregarem. Um exemplo clássico é quando lemos no livro dos Atos dos Apóstolos (7,14-15) que o apóstolo Estevão conta sobre Jacó. Onde José pede para que Jacó vá buscar seus parentes que, relatando um total de 75 – setenta e cinco – pessoas.

No entanto na versão hebraica o relato deste episódio narra que foram 70 o número de parentes. O que prova que a versão que estava sendo utilizada por Estêvão era a versão dos livros gregos.

PARA REFLETIR

  1. Sendo nós católicos teríamos que aceitar a decisão do Sínodo de Jamnia?
  2. Existe em algum lugar na Bíblia a indicação da lista dos livros sagrados?

Sobre a interpretação da Sagrada Escritura, você também pode ler aqui, no site O CATEQUISTA, uma matéria super interessante onde o Papa Francisco confirma todo o ensinamento da Igreja sobre a interpretação da Bíblia.

Você também poderá gostar destas outras postagens aqui do Blog:

Deixe seu comentário logo abaixo com suas criticas e sugestões. Você pode assinar o blog e receber novidades todas as semanas. Um grande abraço.

Fontes:
VALDÉS, Ariel Álvarez. Que sabemos sobre a Bíblia? V. I. ed. Santuário. Aparecida – SP. 1997.
STRABELI, Fr. Mauro. Bíblia: Perguntas que o povo faz. ed. Paulos. São Paulo. 1990.
SILVA, José Cândido da Silva. Cem questões sobre fé. ed. Vozes. Petrópoles – RJ. 1996.

Sou ex-espirita, moro em Maringá -PR. Gosto de falar sobre religião e sobre a fé católica. Tenho interesse pela catequese de adultos. Sou formado em Administração. Gosto de Sistemas de Informação e Redes Sociais. Também gosto de programação para internet. Seja Bem Vindo.

4 Respostas

  1. Parabéns, meu amigo, pelo lindo e esclarecido artigo postado.

  2. Excelente apanhado!!

  3. ”Evangelho de Judas” É Irrelevante à Luz De Um Surpreendente Texto Talmud de Jmmanuel Ainda Muito Mais Antigo.

    Descoberto em Jerusalém em 1963, inaugura uma Nova Era Verdadeira, enquanto ao mesmo tempo expõe às claras todas as farsas e as falsificações dos evangelhos do Novo Testamento como sendo mais corrompidos do que até mesmo os teólogos e seminaristas jesuíticos cristitas suspeitam.

    Escrito 100 anos antes – por Judas Ischkerioth – um documento em aramaico pouco conhecido é considerado ser a Verdadeira Fonte do Livro de Mateus, e de ter precedido os outros Evangelhos distorcidos e falsificados.

    Este documento VERDADEIRO , descoberto em Jerusalém em 1963, inaugura uma Nova Era Verdadeira, enquanto ao mesmo tempo expõe às claras todas as farsas e as falsificações dos evangelhos do Novo Testamento como sendo mais corrompidos do que até mesmo os teólogos e seminaristas jesuíticos cristitas suspeitam.

    Esta é uma completa análise comparativa do livro Talmud de Jmmanuel (Talmud de Jmmanuel/Emmanuel/Immanuel), mostrando, em grande parte quando comparado com o Evangelho de Mateus, que o Talmud de Jmmanuel foi a fonte original Verdadeira e Real para esse evangelho falso do Novo Testamento e que foi falsificado e distorcido por Mateus.

    O Talmud de Jmmanuel informa-nos precisamente quais são os versículos de Mateus que são verdadeiramente genuínos, e quais são parcialmente verdadeiros, e quais são pura e simplesmente invenções e completas mentiras e distorções propositadas.

    Em mais de 100 comparações de passagens paralelas, e que estão neste livro Talmud de Jmmanuel que apontam que os argumentos falsificados por Mateus e suas dependências baseadas na verdade do Talmud de Jmmanuel são vistos como sendo difíceis de inverter, e em todos os outros casos, as diferenças entre os dois são também consistentes com a autenticidade do Talmud de Jmmanuel que é Verdadeiramente Verdadeiro.

    A partir da leitura conscienciosa e profunda do livro Talmud de Jmmanuel vê-se em verdade que os estudiosos do século 19 erraram em assumir que os “evangelhos” de Marcos foram escritos antes de Mateus.

    A VERDADEIRA VIDA DE EMMANUEL/IMMANUEL.
    A VERDADE QUE AS IGREJAS OCULTARAM DA HUMANIDADE.

    Isaías 7:14 Portanto o JSHWSH mesmo vos dará um sinal: eis que uma jovem mulher conceberá, e dará à luz um filho, e será o seu nome Emanuel.

    Isaías 8:8 e passará a Judá, inundando-o, e irá passando por ele e chegará até o pescoço; e a extensão de suas asas encherá a largura da tua terra, ó Emanuel.

    SAIBA DA VERDADE QUE OCULTARAM DA HUMANIDADE POR MAIS DE 2000 ANOS:

    Página direta para fazer DOWNLOAD/BAIXAR o livro TALMUD DE EMMANUEL/IMMANUEL em PDF ONLINE. Espere carregar todo o livro na tela e depois dê SALVAR COMO

    http://talmud-de-jmmanuel.webs.com/

    http://adjutor156.wix.com/talmud-de-jmmanuel

    http://wahrheit7x7.webs.com/talmuddejmmanuel.htm

    Página direta para fazer DOWNLOAD/BAIXAR o livro TALMUD DE EMMANUEL/IMMANUEL em PDF ONLINE. Espere carregar todo o livro na tela e depois dê SALVAR COMO

    http://ia801008.us.archive.org/18/items/TALMUDDEJMMANUELCOMPLETOComCapa/TalmudDeJmmanuelCompletoComCapa.pdf

    http://ia601709.us.archive.org/31/items/TalmudDeJmmanuelCompleto.pdf/TalmudDeJmmanuelCompletoComCapa.pdf

Deixe uma resposta