CATEQUESE: SACRAMENTO DO BATISMO

postado em: Sacramentos | 2

 

Chave de Leitura:

Sacramento do Batismo, Batismo, Iniciação Cristã, Membro da Igreja de Cristo.

 
 
Independente da religião cristã, o Batismo é um meio pelo qual se introduz um novo membro na comunidade. Assim, para com os demais credos cristãos, para nós católicos o Sacramento do Batismo é o meio pelo qual um indivíduo se torna membro do corpo de Cristo, a sua Igreja. O batismo além de nos tornar membro deste corpo apaga o pecado original e nos dá uma nova vida. Gostaria de convidá-lo a fazer uma reflexão sobre este tema. Vamos lá, uma catequese sobre o Sacramento do Batismo.

[wp_link_assinar]

 

Os tópicos a seguir servirão de guia para procurarmos enter um pouco mais sobre este sacramento, voltado para o tema do Batismo:
  • Água da Criação e da Liberdade
  • Batismo de Jesus
  • O Sacramento do Batismo
Bem, nesta catequese, será apresentado algumas reflexões sobre a luz do Catecismo da Igreja Católica e da Sagrada Escritura que dizem respeito ao Sacramento do Batismo.

ÁGUA DA CRIAÇÃO E DA LIBERTAÇÃO

O grandioso São Francisco dizia da água: “Louvado seja meu Senhor, pela irmã Água, que é muito útil, humilde, preciosa e casta.” A sagrada escritura traz desde seu inicio a imagem da água em seu contexto. A água é humilde por estar para todos, limpa a todos, torna-se suja com as impurezas alheias. É preciosa porque dela precisamos, a vida é mantida por meio da água. Por meio da água se tem a manutenção da vida, faz toda a criatura se revigorar, a terra, o animais e os vegetais. A água é casta, pois toca o corpo e todos, do homem e da mulher, sem nenhuma marca ou mancha deixar, a água é pura, é casta. Que belo encontrar nas palavras de São Francisco de Assis algo tão sublime. Uma belíssima (a água) criatura para imprimir sobre nós, por meio do batismo a graça de Deus. Na Sagrada Escritura encontramos sua presença logo no livro do Gênesis, no livro das origens da criação, está ela, a água.

“No princípio, Deus criou os céus e a terra. A terra estava informe e vazia; as trevas cobriam o abismo e o Espírito de Deus pairava sobre as águas. (Gn 1, 1-2)”

Deus criara o céu e a terra, mas era sobre as águas que o Espirito de Deus pairava. A água não tem forma definida, é uniforme, é moldada. A água então naquele momento é o berço do Espirito. A água pode ser devastadora, mas dá sustentação aqueles que a respeitam e a conhecem. A arca de Noé, assim como o Espirito de Deus, pairou sobre as águas para que assim os salvassem do diluvio (Gn 6). Retirado das águas, dando o sentido do nome de Moisés (Êxodo 2), que libertou seu povo oprimido pelo faraó, das águas veio a libertação para o povo hebreu.

O BATISMO DE JESUS

A palavra (de origem grega) batismo significa mergulhado nas águas. Jesus recebeu o batismo de João, o batismo para conversão e remissão dos pecados. E assim inicia sua vida pública.

Ele percorria toda a região do Jordão, pregando o batismo de arrependimento para remissão dos pecados…(Lc 3, 3).

Jesus não necessitava ser batizado, mas assim o faz como um caminho inicial, embora o batismo de João não fosse sinal perpétuo. O próprio João Batista sabia disso.

Eu vos batizo na água, mas eis que vem outro mais poderoso do que eu, a quem não sou digno de lhe desatar a correia das sandálias; ele vos batizará no Espírito Santo e no fogo (Lc 3, 16).

Quando Jesus chega até ele para ser batizado lhe diz:

Eu batizo com água, mas no meio de vós está quem vós não conheceis. Esse é quem vem depois de mim; e eu não sou digno de lhe desatar a correia do calçado. No dia seguinte, João viu Jesus que vinha a ele e disse: Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo. É este de quem eu disse: Depois de mim virá um homem, que me é superior, porque existe antes de mim (Jo 1, 26-27; 29-30).

 

O SACRAMENTO DO BATISMO

 

Jesus então institui a Sacramento do Batismo, marcando todos aqueles que creem n’Ele. Ide, pois, e ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo (Mt 28, 19)

E disse-lhes: Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado (Mc 16, 15-16).

O Batismo é agora uma marca para os seguidores de Cristo, um sinal que impresso ministrado por sua Igreja. E necessário para a salvação. A Didaquê, também conhecida como a Instrução dos Doze, diz sobre o Batismo:

Quanto ao batismo, faça assim: depois de ditas todas essas coisas, batize em água corrente, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Se você não tiver água corrente, batize em outra água. Se não puder batizar com água fria, faça com água quente. Na falta de uma ou outra, derrame água três vezes sobre a cabeça, em nome do Pai e do Filho e do Espírito Santo. Antes de batizar, tanto aquele que batiza como o batizando, bem como aqueles que puderem, devem observar o jejum. Você deve ordenar ao batizando um jejum de um ou dois dias (Didaqué, Cap VII).

[wp_link_assinar]

O SACRAMENTO DO BATISMO 

Após a ascensão de Jesus, a Igreja se torna responsável em batizar a todos, que por meio dela se tornam membros do corpo de Cristo. A partir do dia de Pentecostes, a Igreja celebrou e administrou o santo Batismo. 
 Com efeito, São Pedro declara à multidão impressionada com sua pregação: “Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo para a remissão de vossos pecados. Então recebereis o dom do Espírito Santo” (At 2,38). Os Apóstolos e seus colaboradores oferecem o Batismo a todo aquele que crer em Jesus: judeus, tementes a Deus, pagãos. O Batismo aparece sempre ligado à fé: “Crê no Senhor e serás salvo, tu e a tua casa”, declara São Paulo a seu carcereiro de Filipos. O relato prossegue: “E imediatamente [o carcereiro recebeu o Batismo, ele e todos os seus” (At 16,31-33). (CIC §1226) 
Por meio do Batismo uma nova criatura surge com Jesus Cristo, assim como Ele, morrer e ressuscitar. Segundo o apóstolo São Paulo, pelo Batismo o crente comunga na morte de Cristo; é sepultado e ressuscita com ele: 
Batizados em Cristo Jesus, em sua morte é que fomos batizados. Portanto, pelo Batismo fomos sepultados com ele na morte para que, como Cristo foi ressuscitado dentre os mortos pela glória do Pai, assim também nós vivamos vida nova (Rm 6,3-4). Os batizados “vestiram-se de Cristo”. Pelo Espírito Santo, o Batismo é um banho que purifica, santifica e justifica. (CIC §1227) 
A água, é então,  matéria necessária para que se possa realizar o Sacramento do Batismo, é elemento consagrado para que lavados por ela possamos nascer de novo. 
A água batismal é então consagrada por uma oração de epiclese (seja no próprio momento, seja na noite pascal). A Igreja pede a Deus que, por seu Filho, o poder do Espírito Santo desça sobre esta água, para que os que forem batizados nela “nasçam da água e do Espírito” (Jo 3,5). (CIC §1238) 
A Igreja de Cristo, reconhecendo a importância fundamental do SACRAMENTO DO BATISMO, permite que até mesmo um NÃO BATIZADO, possa ministrar este sacramento do Batismo em caso de urgência. E assim, sermos lavados e levados a salvação. 
Quem pode Batizar? São ministros ordinários do Batismo o Bispo e o presbítero e, na Igreja latina, também o diácono. Em caso de necessidade, qualquer pessoa, mesmo não batizada, que tenha a intenção exigida, pode batizar, utilizando a fórmula batismal trinitária. A intenção requerida é querer fazer o que a Igreja faz quando batiza. A Igreja vê a razão desta possibilidade na vontade salvífica universal de Deus e na necessidade do Batismo para a salvação. (CIC §1256)
É importante sabermos que o Sacramento do Batismo, NÃO DEVE SER NEGADO a ninguém que o pede. A Igreja admite que o sacramento do Batismo pode ser válido quando ministrado em outra religião cristã, não necessitando receber o Sacramento do Batismo quando este ingressar para uma comunidade católica.
Quanto aqueles que morreram antes de receber o Sacramento do Batismo, não devemos julgar mas confiar na misericórdia de Deus.
O Sacramento do Batismo, já como diz o Catecismo da Igreja Católica é um meio pelo qual, nós somos inseridos no corpo de Cristo, e assim passando a sermos cristãos. Espero que tenha gostado deste post. Comente, deixe sua dúvida ou ajude a melhorar este blog, muito obrigado. Um forte abraço.
[wp_link_assinar]

Sou ex-espirita, moro em Maringá -PR. Gosto de falar sobre religião e sobre a fé católica. Tenho interesse pela catequese de adultos. Sou formado em Administração. Gosto de Sistemas de Informação e Redes Sociais. Também gosto de programação para internet. Seja Bem Vindo.

2 Responses

Deixe uma resposta