FUI NA MISSA, MAS NÃO SENTI NADA!

postado em: Igreja Católica | 0
É comum ouvir esta frase, Fui na minha, mas não senti nada ou pior, Do mesmo jeito que fui na missa, voltei. Para algumas pessoas que ainda não compreendem o sentido litúrgico, a Santa Missa parece um momento de expressar ou sentir emoções. 

EMOÇÕES E SENTIMENTALISMO

Diante de tantos problemas que enfrentamos na sociedade moderna, buscamos refúgio e conforto no encontro com o sagrado. O desemprego, o alcoolismo, o desentendimento entre familiares e tantas outras dificuldades que enfrentamos faz com que uma carga emocional nos prenda de tal forma que precisamos de algum escape ou um meio de aliviar toda esta tensão.
Porém a liturgia, não é um encontro de auto ajuda ou uma terapia de grupo. A celebração da Santa Missa, tem um propósito, e este propósito é Jesus Cristo. O Cristo é oferecido novamente ao Pai como sacrifício perfeito.
 

Não é necessário sentir “arrepios” e “euforias” para perceber a presença de Deus. As emoções são elementos próprios do ser humano e o sagrado não depende deste elementos para se concretizar.

 

[wp_link_assinar]
Devemos buscar as graças que por meio da Celebração Eucarística nos é ofertada para nossa transformação, e isto independe do nosso estado emocional.
 
Além de ser obra de Cristo, a liturgia é também uma ação de sua Igreja. Ela realiza e manifesta a Igreja corno sinal visível da comunhão entre Deus e os homens por meio de Cristo. Empenha os fiéis na vida nova da comunidade. Implica uma participação “consciente, ativa e frutuosa” de todos. (CIC §1071)
Fui na missa 
A Santa Missa é a fonte de todas as graças que precisamos, é o maior mistério maior. Onde podemos recebemos da catequese um instrumento de ensino pela obra do Espírito Santo.
 

“A liturgia é o ápice para o qual tende a ação da Igreja, e ao mesmo tempo é a fonte donde emana toda a sua força.” Ela é, portanto, o lugar privilegiado da catequese do povo de Deus. “A catequese está intrinsecamente ligada a toda ação litúrgica e sacramental, pois é nos sacramentos, e sobretudo na Eucaristia, que Cristo Jesus age em plenitude para a transformação dos homens.”(CIC §1074)

 

Então porque muitos dizem, “sai da missa do mesmo jeito que entrei”? Muitas vezes uma homilia ou pregação de má qualidade pode dar a impressão de que “Deus não falou”. Quando na verdade Deus está falando desde o inicio, com o Sinal da Cruz.

A Santa Missa é um momento de encontro com o Cristo, é onde podemos participar o mistério da redenção de Jesus Cristo por meio da sua morte e ressurreição. Então, devemos dizer FUI NA MISSA E ME ENCONTREI COM O SENHOR. A Missa é uma oferta a Deus no sacrifício de Cristo na consagração do pão e do vinho. Então, fui na Missa e participei do sacrifício Eucarístico.

 

 

A Missa possui uma estrutura, sinais e símbolos próprios que a todo momento nos remete para o Jesus, e é por Ele e para Ele que celebramos.Este é o Blog Catequese do Leigo, deixe se comentário, assine o Blog, receba as atualizações  no seu e-mail. Abraços.

 

[wp_link_assinar]
Sou ex-espirita, moro em Maringá -PR. Gosto de falar sobre religião e sobre a fé católica. Tenho interesse pela catequese de adultos. Sou formado em Administração. Gosto de Sistemas de Informação e Redes Sociais. Também gosto de programação para internet. Seja Bem Vindo.

Deixe uma resposta