O GAROTO RAFAEL QUER SER PADRE

postado em: Igreja Católica | 0

Recentemente o programa do Fantástico mostrou a história do pequeno Rafael, uma criança de três anos que diz querer ser Ministro da Eucaristia e até mesmo Papa. E ele sabe o nome do Papa. O que pensar de uma criança de três anos que deseja assumir um compromisso tão responsável como o de conduzir a fé cristã dentro de um mundo cada vez mais afastado do evangelho de Jesus Cristo?

Penso que em um primeiro momento o argumento do Padre Sérgio foi de muita sabedoria: “Uma criança quando diz: ‘eu quero ser médico, eu quero ser dentista’, e os pais incentivam, né? E dão brinquedos que fazem a criança brincar com aquilo. E pensei: por que não apoiar o pequeno Rafaelzinho nesse pedido dele.” Realmente, penso também que nossos filhos deveriam ter incentivos éticos e morais dentro da nossa realidade social e religiosa um apoio familiar daquilo que em um primeiro momento ele expressa como desejo, serem mecânico, dirigir um ônibus, ser Astronauta, Ator, Comediante e porque não Padre.

 

O pequeno Rafael deseja ser padre.

 

[wp_link_assinar]

 

Se irão seguir este desejo ao longo do seu crescimento ao atingir maturidade e uma maior observância do mundo já é outra história. Assim, como o pequeno Rafael, que com três anos de idade sabe proferir o roteiro do missal, sem deixar de ser criança..Assista o vídeo abaixo: 

 

O garoto brinca dando uma catequese para nós adultos da devoção católica e mística da Igreja. Rafael que quer dizer “Cura de Deus” tem câncer e está em tratamento. E ao se tratar, cuida dos corações dos adultos à sua volta. Penso que o importante agora é rezarmos pelo pequeno Rafael para que sua cura seja plena e que Deus o abençoe em seu tratamento. Imagino também que não só aqui no Brasil mas em diversos cantos do mundo deve haver uma criança que brinque de ser um Padre ou uma Freira e porque não incentivar dentro de uma naturalidade familiar sem que haja uma imposição ou até interesses fúteis se aproveitando de uma situação. Notório que isso não é o caso dos pais do garoto. 

Também observo que ele “celebra a missa” como quem está brincando, como qualquer criança que vê em algo uma importância maior. Da mesma forma como uma criança pega um jaleco branco, um estetoscópio de brinquedo “examina” seu paciente e dá uma receita ao brincar de médico. Não sejamos apressados, ele vai ser Padre? Mas podemos ter certeza, a amizade de Deus não lhe deve faltar. Independente de qualquer coisa acredito que o Rafael, será um excelente cristão. E o Rafael já é catequista.

 

[wp_link_assinar]

 

Assim como o Rafael há também o pequeno Bernado, que gosta de brincar de missa.

 

Este é o Blog Catequese do Leigo, o que achou deste post, deixe seu comentário. Abraços. Compartilhe e ajude a evangelizar. Se quiser saber mais sobre o pequeno Rafael, clique aqui e veja a reportagem

[wp_link_assinar]

 

Sou ex-espirita, moro em Maringá -PR. Gosto de falar sobre religião e sobre a fé católica. Tenho interesse pela catequese de adultos. Sou formado em Administração. Gosto de Sistemas de Informação e Redes Sociais. Também gosto de programação para internet. Seja Bem Vindo.

Deixe uma resposta