QUARESMA SEU SIGNIFICADO E SUA ORIGEM NA IGREJA

postado em: Igreja Católica | 0

A Quaresma é um período em que a Igreja se recolhe e reflete a luz dos Evangelhos o mistério de Jesus Cristo. A sua vida pública, seu sofrimento, morte e ressurreição é o centro.

Mas podemos nos perguntar, como surgiu a Quaresma? Vamos fazer uma reflexão sobre o período quaresmal e uma breve história sobre sua origem.

Neste post podemos encontrar algumas pistas importantes sobre a Quaresma:

  • Origem da Quaresma
  • Período Quaresmal e seus sinais

A quaresma é tempo de aproximação ao sagrado, é tempo de conversão

A ORIGEM DA QUARESMA

A Quaresma não tem necessariamente um início específico, é uma tradição que foi nascendo no seio da Igreja e se moldando no tempo até chegarmos com seu modelo nos dias de hoje.

É importante termos desde já que a Quaresma é um tempo de preparação para a Páscoa da Ressurreição de Nosso Senhor Jesus Cristo.

Existem alguns indícios que remete para o principio catequético da Quaresma nos primórdios da Igreja. Há um trecho, escrito, da chamada Carta Pascal de Santo Atanásio que viveu entre os anos de 328 até 373.

Perceba que Santo Atanásio faz referência para uma preparação para as festividades da Páscoa.

Nós começamos o santo jejum no quinto dia de Pharmuthi (31 de Março) e adicionando a ele de acordo com o número aqueles seis santos e grandiosos dias, que são o símbolo da criação deste mundo, que descansemos e paremos (de jejuar) no décimo dia do mesmo Pharmuthi (5 de Abril), no santo sabbath da semana. E quando o primeiro dia da semana santa raiar e se levantar sobre nós, no décimo primeiro dia do mesmo mês (6 de Abril), de onde novamente contamos todas a sete semanas uma por uma, para observarmos a festa do santo dia de Pentecostes – naquele que era uma vez para os judeus, tipicamente, a festa das semanas, onde eles concediam perdão e liquidação de dívidas. E de fato aquele dia foi de libertação em todos os respeitos. Observemos a festa no primeiro dia da grandiosa semana, como um símbolo do mundo que virá, que recebemos promessas aqui onde teremos vida eterna. Então, tendo passado por isto, nós observaremos uma festa perfeita com Cristo, enquanto nós clamamos e dizemos, como os santos, “Eu passarei para o lugar do maravilhoso tabernáculo, para a casa de Deus, com a voz de alegria e gratidão, o grito daqueles que se rejubilam”, de onde dor, sofrimento e gemido fugiram e sobre nossas cabeças alegria e felicidade virão para nós! Que sejamos considerados dignos de compartilhar estas coisas.

Outro grande personagem da caminhada da Igreja é Eusébio de Cesareia. No período de iniciação quaresmal Eusébio anima os cristão para que se fixem no tempo quaresmal em preparação para a Páscoa.

Empenhamo-nos num exercício de quarenta dias que precedem a Festa… Eusébio de Cesareia (335)

Estes e outros testemunhos espalhados pela história da Igreja de Jesus Cristo, fortificam a tradição de se guardar quarenta dias antes da Pascoa. Este é um dos testemunhos dos primeiros cristão por volta do século IV.

PERÍODO QUARESMAL E SEUS SINAIS

Já temos em mente que o período quaresmal se dá em quarenta dias. O número 40 na bíblia aparece várias vezes ou em dias ou em anos. Mas na verdade quer dizer um longo período, que não necessariamente 40 dias ou anos.

Percebemos anteriormente que a Quaresmas foi se desenvolvendo ao longo da história da Igreja e criando sua forma até os dias atuais.

A Quaresma inicia-se na Quarta-feira de Cinzas, no entanto liturgicamente a Quaresma tem seu inicio no primeiro Domingo e termina na Quinta-feira Santa. No entanto as celebrações e a mística quaresmal se concretiza no Sábado Santo.

É no Sábado Santo, também conhecido como sábado de aleluia, que a celebração máxima se realiza com a RESSURREIÇÃO DE NOSSO SENHOR.

O vídeo abaixo trás breves informações que complementam as informações para seu entendimento sobre este momento litúrgico da Igreja.

O rito das cinzas remete para nos lembrarmos de que somos pequenos, somos pó e ao pó voltaremos.

Todos caminham para um mesmo lugar, todos saem do pó e para o pó voltam. (Eclesiastes 3, 20)

QUARESMA

O simbolismo das cinzas esteve presente em várias passagens da Sagrada Escritura. Sempre no sentido de oração, reconhecimento da fragilidade humana e penitência.

Dentro da liturgia da Quarta-Feira, o rito é celebrado dentro da Santa Missa. O período quaresmal é seguido por práticas de oração, jejum e abstinência e doações de esmolas.

O vídeo abaixo também trás outras informações básicas e fundamentais para entender e viver uma Santa Quaresma.

Estas práticas nos ajudam a nos despir de nossos desejos e observar o quanto somos dependentes de pequenas coisas, mas que nos muitas vezes nos prendem em nossa caminhada cristã.

Você também poderá gostar destas outras postagens:

Olá, espero que tenha gostado desta breve apresentação sobre a Quaresma e um pouco do seu sentido dentro da Igreja. Assine o Blog Catequese do Leigo e receba as novas atualizações, deixe seu comentário também, é de grande importância. Abraços.

Sou ex-espirita, moro em Maringá -PR. Gosto de falar sobre religião e sobre a fé católica. Tenho interesse pela catequese de adultos. Sou formado em Administração. Gosto de Sistemas de Informação e Redes Sociais. Também gosto de programação para internet. Seja Bem Vindo.

Deixe uma resposta