A ORIGEM DO VATICANO UMA BREVE HISTÓRIA SOBRE

postado em: Igreja Católica | 4

Qual é a origem do Vaticano, você sabe? Muitos de nós católicos, arrisco em dizer, conhecemos pouco sobre nossa fé e sobre nossa história.

Pode ser que para alguns seja algo simples ou mesmo não ser interessante, mas acredito que para quem está a frente da catequese e de serviços de pastoral, penso que quanto mais informações tivermos, melhor.

Já pensou ou já te perguntaram sobre a origem do Vaticano?

A ORIGEM DO VATICANO

Bem para iniciarmos, o Vaticano que conhecemos hoje é um Estado, isso mesmo, um Estado independente o Vaticano não pertence a Itália como muitos pensam, pertence em um sentido geográfico, mas não político.

Deixo claro que o assunto é de extrema importância e com grande detalhes históricos, por isso vou me ater ao necessária para que saibamos sobre formação e a origem do Estado do Vaticano.

Então, a origem do Vaticano é remontada na constituição dos Estados Pontifícios (posse de terrenos na Itália), doados por Pepino o Breve, no ano de 756,  por também reconhecer o Papa como autoridade governante.

Pepino III ou Pepino o Breve que foi também o pai de Carlos Magno. Posteriormente Carlos Magno também reconheceu a autoridade papal.

A Igreja já possuiu territórios que eram chamados de Estados Pontifícios e teve seu fim em meados do ano de 1870. Para este fim houve embate político entre o Estado Italiano e o Papado.

Mas a origem do Vaticano como conhecemos hoje, ocorreu no século XX, quando a Igreja reconhece a autonomia da Itália sobre os “Estados Pontifícios”. E então Benito Mussolini assinados no TRATADO DE LATRÃO. Basicamente esta é a origem do Vaticano.

O Vaticano portanto é o menor pais do mundo, com autoridade política sempre do Papa vigente. O Papa então é chefe político do Vaticano e chefe religioso da Igreja Católica que tem por sede o Vaticano.

Roma não está no Vaticano e sim o contrário. E Roma é capital da Itália. Quem é o Bispo de Roma? É sempre o Papa.

a origem do estado do vaticano

Existem alguns espertinho que insistem em dizer que a Igreja saqueou ou roubou  território, isso é uma grande piada. A Igreja não cometeu nenhum destes insultos.

Abaixo você pode ver um mapa retirado do Google Maps que compreende a região do Estado do Vaticano ou também a Cidade do Vaticano.

mapa do vaticano

O território de extensão, descartando no que se refere a origem do Vaticano e sim atualmente é compreendido por uma abrangência de 0,44 km2.  Como dito anteriormente o Papa é o chefe de Estado e é enquanto viver (vitalício).

 

bandeira do vaticano

Bom, espero que tenha gostado do post. Você está no Blog Catequese do  Leigo, gostaria muito do seu comentário. Mande seu recado logo abaixo. Veja aqui se quiser saber um pouco mais sobre o Vaticano.

Você também pode assinar o blog e receber as atualizações em seu e-mail. Abraços.

Sou ex-espirita, moro em Maringá -PR. Gosto de falar sobre religião e sobre a fé católica. Tenho interesse pela catequese de adultos. Sou formado em Administração. Gosto de Sistemas de Informação e Redes Sociais. Também gosto de programação para internet. Seja Bem Vindo.

4 Responses

  1. Neuza Barbosa

    Meu pai me ensinou a ser pertencente ao grupo que respeita as diferenças e amar a Deus acima de todas as coisas, ao próximo como a mim mesmo, essa última parte é muito difícil mas agente tenta, sempre tento me colocar no
    Lugar do outro para não julgar, porque é péssimo apontar alguém para coisas desagradável, mesmo porquê não sou perfeita. Então eu gostei muito das informações sobre o Vaticano me ajudou a entender melhor algumas coisas. Obrigava, Até a próxima.

    • Catequista

      Olá Neuza, muito obrigado por seu comentário. Existem muitos mitos e mentiras a respeito do Vaticano. Que bom que você gostou da informação e espero que volte mais vezes para conversarmos mais. Abraços.

    • Catequista

      Olá Rafael obrigado por sua pergunta, Não. A Igreja nunca apoiou o fascismo ou qualquer ideologia que não seja a própria Igreja. É preciso entender que o Papa é um chefe de estado, além de ser chefe universal da Igreja. E que politicamente a Igreja precisou ter relações com o Estado para manter aquilo, que dela era de direito. Mas isso não significa que ela apoiava o fascismo.

Deixe uma resposta