4 FATOS SOBRE A IGREJA CATÓLICA RELACIONADOS AO PAPADO

postado em: Igreja Católica | 4

Vou começar uma série de curiosidades ou fatos sobre a Igreja Católica que muitos de nós católicos ignoramos. Até questionamentos que alguns católicos tem, mas não sabem como perguntar ou mesmo para quem perguntar. Embora um post como esse não será suficiente para que todas as dúvidas sejam sanadas, no entanto o foco mesmo é apresentar alguns fatos sobre a Igreja Católica.

Quem sabe você já saiba de alguns dos fatos sobre a Igreja que irei abordar, mas como a grande maioria, não sabem, vale a pena fazer esta abordagem. E se você souber de alguma deixe um comentário, que será abordado em um próximo post.

FATOS SOBRE A IGREJA CATÓLICA

  • #FATO NÚMERO 1 – OS ANTIPAPAS
  • #FATO NÚMERO 2 – PAPAS ELEITOS ANTES DE SEREM SACERDOTES
  • #FATO NÚMERO 3 – O NOME PAPA
  • #FATO NÚMERO 4 – A PAPISA JOANA

Então vamos a esta série de informações, e desde já adianto que virá mais por ai, estes fatos ou curiosidades sobre a Igreja Católica, serão abordados de forma objetiva, e não será esgotado de imediato o assunto. Gosto de escrever sobre assuntos como este sobre a Igreja pois sei que muitos católicos, não conhecem a profundidade de nossa Igreja.

Mas vamos deixar de papo furado e vamos aos 4 FATOS SOBRE A IGREJA CATÓLICA relacionados ao Papado.

#FATO NÚMERO 1 – OS ANTIPAPAS

antipapas

Este é o primeiro fato curioso da Igreja Católica e sem mais delongas, vamos esclarecer, um antipapa é quando alguém se INTITULA ou é INTITULADO como sendo Papa, claro que ilicitamente, sem uma eleição legal chamada de canônica.

A Igreja sempre foi alvo de especulação política e inflames de egos. O papado sempre foi almejado pelos interesses mais descabidos por parte da nobreza.

A Igreja não esconde este fato histórico, ao contrário. Até porque alguns antipapas, se reconciliaram com os Papas legítimos e em outros momentos, alguns, até se tornaram Papas, e alguns até reconhecidos como santos.

O primeiro a se ter registro desta série de antipapas é de Hipólito de Roma (235) , porém se reconciliou com o Papa Calisto I.  A lista de antipapas está em torno de 36 a 41 antipapas, isto porque a Igreja reconhece na história que houve 36 que se clamaram ou foram ilicitamente eleitos “papas” os outros sete não se tem certeza e é mais provável que seja alvo de especulação difamatória e política.

E não pense que estes avessos a legitimidade papal aconteceram somente no período da Idade Média, alguns dissidentes da Igreja Católica, se julgam mais sábios que o Espírito Santo, elegendo papitchos por ai.

É o caso de Manuel Alonso Corra chamado de Pedro II por seu grupinho, #pracabá. O papa fake foi líder da igreja Católica Palmariana ou igreja de Palmar de Troya.   

#FATO NÚMERO 2 – PAPA ELEITO ANTES DE SER SACERDOTE

O Papa é o líder visível da Igreja Universal, a Igreja Católica. O mandato do Papa é vitalício, cabido ao eleito a recusar ou não seu chamado a sentar na acadeira de São Pedro. O Papa é o Bispo de Roma, onde se centraliza a Igreja e está o seu governo.

Antigamente toda a comunidade cristã podia participar da eleição do Papa, considere que a Igreja ainda não tinha a dimensão e proporções que hoje se encontra, então era bem mais “fácil” conhecer possíveis pessoas de quase toda a Igreja para ocupar a posição de Papa, e em alguns casos estas pessoas não eram Bispos ou até mesmo sacerdote. Foi o caso de São Fabiano.

Quando se deu a morte de seu antecessor Santo Antero, Fabiano foi aclamado pelo povo, tendo como sinal uma pomba que sobrevoou sobre ele no momento em que estava rezando sobre o túmulo de Santo Antero.

papa-seculo-III-são-fabiano

São Fabiano, era fazendeiro, não era sacerdote, por sua aclamação e aceite em guiar a Igreja, ele foi ordenado Diácono, Presbítero e Bispo no mesmo dia. No dia São Fabiano foi consagrado o vigésimo Papa, o sexto Papa do século III.

A Igreja neste período foi muito bem governada, houve um certo tempo de paz, não havendo perseguições para com os cristãos. No entanto logo que Décio tornou-se imperador, novas investidas contra os cristãos foram instauradas.

Mais um que foi eleito Papa dentro desta curiosidade na Igreja Católica, foi o caso do monge Cardeal Giovanni de Gaeta, eleito secretamente para não haver interferências políticas, quando eleito assumiu o nome de Gelásio II.

papa-Gelasio-II

Gelásio II sofreu muito quando pego pelo mandante do imperador Henrique V (ano 1111) , foi arrastado até um castelo e preso em um calabouço. Neste caso o Silvestre IV foi o antipapa da escolha do imperador. Como você pode perceber o interesse político sempre quis se aproveitar da Igreja e de sua aproximação com o povo.

Giovane de Gaeta, era monge, mas ao contrário do Papa Fabiano, que nem era sacerdote quando eleito, Giovane tinha uma investidura sacerdotal, era diácono.

#FATO NÚMERO 3 – O NOME PAPA

Essa eu acho que a maioria já sabe, espero, mas é só para reforçar 😀 .

Bom o Papa é o líder visível supremo da Igreja Católica do oriente ao ocidente. O termo ou nome Papa é restrito ao Bispo de Roma, o Papa. Mas antigamente a maioria dos Bispos eram chamados de Papa.

A Palavra Papa provém do grego e é uma forma carinhosa de dizer Pai ou Papai. No entanto com o passar do tempo esta referência passou a ser restrita à apenas ao Bispo de Roma, o líder universal da Igreja.

Provavelmente foi a partir do final do século IX que o uso do título Papa ficou restrito somente ao Bispo de Roma.

#FATO NÚMERO 4 – A PAPISA JOANA

Ficou impressionado com o título? Veio até aqui sem se quer ler o três últimos fatos curiosos? Bom, se você não sabe esta é uma das grandes lorotas inventadas contra a Igreja Católica, mas pelo fato de ser uma grande e lavada MENTIRA.

Há grupos de religiosos protestantes e não religiosos que tentam sustentar esta insustentável mentira. #PelamordeDeus! Existem até livros que sustentam esta teoria, mas não passa de pura especulação da fé alheia e boatos.

Muito bem, se você não ouviu falar, saiba que esta lorota remonta a séculos. Segundo a  estória da carochinha, uma mulher teria governado a Igreja entre os anos 855 a 857, este período de datas também são controversos. 

Bem, vamos a algumas indagações sobre este suposto fato:

1 – A tal papisa ficou 2 anos, DOIS ANOS sem ser descoberta. A corte papal, não desconfiou? Empregados ou clérigos?

2 – Não há nenhum documento escrito, pronunciado ou mesmo relato de pregação da tal papisa.

3 – Não existe nenhum escritor, poeta, pintor, artista da era medieval que tenha se preocupado em roteirizar, ridicularizar, historiar sobre o assunto.

4 – A papisa foi descoberta, por ter ficado grávida de um monge, e em meio de uma procissão (uma das versões) entrou em trabalho de parto. Onde as pessoas ali presente teriam exclamado “milagre”, “milagre”. É claro que se trata de uma lenda para ridicularizar o clero e o papado. Mas enfim, para onde foi a tal criança? Sua descendência? Os historiadores iriam deixar isso para lá de mão beijada?

Por este e outros motivos percebe-se que não se passa de uma artimanha anticlerical de pessoas contrário ao papado e a estrutura hierárquica da Igreja. Aqui no Catequese do Leigo, busca-se apresentar temas sobre a fé  católica e dúvidas sobre a Igreja Católica. Se você é católico, mesmo não se catequista ou algum agente de pastoral, não acredite em tudo o que se posta por ai sobre a Igreja Católica, acredite, boa parte é mentira.

Você também pode ler outras postagens aqui no blog:

Se você quer saber mais sobre a falsa papisa Joana acesse aqui o Blog Mentiras Evangélicas. Abraços. E assine o Catequese do Leigo e receba as atualizações.

Sou ex-espirita, moro em Maringá -PR. Gosto de falar sobre religião e sobre a fé católica. Tenho interesse pela catequese de adultos. Sou formado em Administração. Gosto de Sistemas de Informação e Redes Sociais. Também gosto de programação para internet. Seja Bem Vindo.

4 Responses

  1. Raimundo Nonato de Sousa

    Muito oportuna a sua iniciativa de publicar este excelente trabalho que esclarece e tira nossas dúvidas.

    • Catequista

      Olá Notato, muito obrigado. Fico muito feliz de que o Catequese do Leigo está sendo um bom material. Espero realmente estar ajudando. Também fico muito feliz por seus comentários. Um forte abraço.

  2. Rildo

    Marcelo, muito bacana vossa atitude, afinal acredito piamente que “nosso povo se perde por falta de conhecimento”. Aguardarei ansioso por novas explanações, a dinâmica dos textos está muito agradável, percebo até certo prazer em dividir e defender a nossa fé. Sou catequista e, em minha região (SJRP) temos muita oportunidade de formação, pena que nem todos as utilizam ainda. Siga em frente, sucesso e muita sabedoria. A paz esteja convosco!

    • Catequista

      Olá Rildo. Muito obrigado por suas palavras. Fico muito feliz de saber que outros catequistas acessam o Catequese do Leigo. E confirmo sim, tenho muito prazer em poder falar sobre a fé católica e defende-la. Infelizmente nem todas as dioceses se preocupam com uma formação sólida e instrutiva, ficam apenas na conversa de círculos de cadeiras.
      Rildo, me escreva sempre que puder, sendo para orientar, elogiar ou mesmo criticar. Um grande e fraterno abraço.

Deixe uma resposta