COMO DEVEMOS COMUNGAR RECEBER A EUCARISTIA

postado em: Catequese | 0

Como devemos comungar e assim receber a Eucaristia? É necessário saber que existem algumas normas. Estas normas buscam manter o devido respeito a Hóstia Santa.

Receber Jesus no Santíssimo Sacramento é sem dúvida o maior tesouro que Jesus poderia ter-nos deixado. Sabendo que, é de fato o Senhor que recebemos no Pão Consagrado, não podemos recebê-lo de qualquer maneira.

DEVEMOS COMUNGAR DE QUE FORMA?

Antes de mais nada existe uma informação que você precisa saber, que se resume em “VOCÊ TEM O DIREITO DE ESCOLHER“. Isto mesmo, você pode escolher a forma como comungar.

As normas administrativas da Igreja se concentram basicamente no Redemptionis Sacramentum. Havendo também outras prescrições no Catecismo da Igreja Católica.

Logo, são prescrições do Sagrado Magistério da Igreja. Estas informações básicas, devem ser observadas por todos os catequistas.

As formas de receber a comunhão, muitas vezes são esquecidas ou mesmo negligenciadas pelos fiéis e também por catequistas. Porem, precisamos nos atentar para esta importância no trato com a Hóstia Santa.

RECEBER A COMUNHÃO

O Redemptionis Sacramentum é uma instrução, ou seja um documento, da Congregação  Para o Culto Divino E a Disciplina para os Sacramentos, que por sua vez cuida das questões relacionadas a Liturgia e os Sacramentos.

Esta instrução traz as orientações e normas para que nós fieis leigos e também para os sacerdotes, assim possam administrar a Eucaristia na Santa Missa.

[91.] Na distribuição da sagrada Comunhão se deve recordar que «os ministros sagrados não podem negar os sacramentos a quem os pedem de modo oportuno, e estejam bem dispostos e que não lhes seja proibido o direito de receber». Por conseguinte, qualquer batizado católico, a quem o direito não o proíba, deve ser admitido à sagrada Comunhão. Assim pois, não é lícito negar a sagrada Comunhão a um fiel, por exemplo, só pelo fato de querer receber a Eucaristia ajoelhado ou de pé.

Observando então, nós fiéis temos o direito de escolher como desejamos comungar. Comungar de joelhos é uma pática que mostra uma total reverência ao Jesus. No entanto isto não deve ser imposto, mas pode ser incentivado de maneira catequética.

O DIREITO DE COMUNGAR DA FORMA QUE LHE FOR MELHOR

Para sabermos como de fato devemos comungar, a instrução Redemptionis Sacramentum salienta novamente no parágrafo 92 o direito de comungar na mão ou de joelhos.

[92.] Todo fiel tem sempre direito a escolher se deseja receber a sagrada Comunhão na boca ou se, o que vai comungar, quer receber na mão o Sacramento. Nos lugares aonde Conferência de Bispos o haja permitido, com a confirmação da Sé apostólica, deve-se lhe administrar a sagrada hóstia. Sem dúvida, ponha-se especial cuidado em que o comungante consuma imediatamente a hóstia, na frente do ministro, e ninguém se desloque (retorne) tendo na mão as espécies  eucarísticas. Se existe perigo de profanação, não se distribua aos fiéis a Comunhão na mão.

Porém observe que, a instrução permite que a conferência dos Bispos possa decidir também como nós devemos comungar, porém sem impedir a escolha do fiel, como previsto no paragrafo 91.

Outra notação de extrema importância no paragrafo 92 é que, havendo perigo de profanação, a Hóstia deverá ser distribuída para comungar direto na boca.

Há que se considerar também, que em algumas dioceses há a comunhão em duas espécies. Neste caso a comunhão, também deveria ser distribuída na boca do comungante.

OBSERVAÇÃO PARA A COMUNHÃO

Nós do rito latino, expressamos uma sensibilidade na presença de Jesus Eucarístico, então, mesmo que você não vá ajoelhar para receber a comunhão, poderia ao menos se inclinar antes de receber a comunhão.

Também, se for receber na mão, coloque a mão esquerda em cima da direita, faça da sua mão esquerda algo como um trono ou uma manjedoura para que a Hóstia seja repousada. E assim, pegue com mão direita e eleve até a boca. Comungue sempre na frente do ministro ou do padre.

Como católico, devemos ter a maior compreensão, adoração e respeito para com a Eucaristia. Se você for um catequista, use de tempo, tanto quanto for necessário para instruir seus catequizandos sobre a Comunhão.

Você também poderá gostar de ler sobre estes outros assuntos aqui no blog:

Obrigado por sua visita. Deixe seu comentário com suas críticas e sugestões logo abaixo. Você também pode receber as atualizações em seu e-mail criando sua assinatura. Abraços.

Sou ex-espirita, moro em Maringá -PR. Gosto de falar sobre religião e sobre a fé católica. Tenho interesse pela catequese de adultos. Sou formado em Administração. Gosto de Sistemas de Informação e Redes Sociais. Também gosto de programação para internet. Seja Bem Vindo.

Deixe uma resposta