PASTOR CLÁUDIO NOSSA SENHORA NÃO É MÃE DE DEUS

postado em: Catequese | 0

O pastor Cláudio cativou muitos cristãos ao longo dos últimos anos. O pregador já participou de programas de televisão e viaja o Brasil todo com suas pregações no formato “Stand UP Comedy” (Comédia em pé).

Seu modo de falar e pregar, inclusive, se assemelham muito ao estilo do saudoso e falecido Pe. Léo da Canção Nova. Porém há uma diferença gritante entre os dois pregadores, Pe. Léo amava Maria, a Mãe do Meu Senhor (S. Lc 1).

PASTOR CLÁUDIO DIZ QUE MARIA NÃO É MÃE DE DEUS

Em tempos, onde todas as coisas precisam ser engraçadas para que se dê valor. Acabamos por engolir uma série de falsos argumentos, sem questionamento, aceitando como verdade.

O engraçado Pastor Cláudio, com seu tom cômico, vem confundir a Fé de muitos católicos, que por má formação riem de algo muito sério. Maria, Nossa Senhora, não é Mãe de Deus.

O cômico pastor, faz com que cristãos, incluindo católicos, aceitem como verdade, que Maria não é Mãe de Deus. E riem. Porque rir é bom.

Porém há um pequeno detalhe, na verdade um detalhe que faz toda a diferença. Este detalhe inclusive é algo que a Igreja sempre ensinou, e o detalhe chama-se SANTÍSSIMA TRINDADE.

A Trindade consiste, em TRÊS PESSOAS distintas, sendo um único Deus. Portanto, há DEUS PAI, DEUS FILHO e DEUS ESPIRITO SANTO.

Maria, Nossa Senhora, é MÃE DO VERBO ENCARNADO, é MÃE DE DEUS FILHO, que se fez HOMEM e habitou entre nós. Será que o pastor Cláudio, se esqueceu que JESUS É DEUS?

Nós católicos deveríamos deixar de sermos adocicados e parar de achar graça onde não se tem a GRAÇA DE MARIA.

O QUE LUTERO JÁ DISSE SOBRE NOSSA SENHORA?

pastor claudio

O protestantismo nasceu com monge agostiniano trapalhão Martinho Lutero, em 1517. O “pastô” Cláudio que pertence a uma denominação protestante também ignora o que o próprio pai do protestantismo já disse sobre Nossa Senhora.

Lutero, por exemplo não tinha nenhum problema em aceitar que Maria fosse virgem:

“Ela [Maria]nos ensina como devemos amar e louvar a Deus, com alma despojada e de modo verdadeiramente conveniente, sem pro­curar nele o nosso interesse… Eis um modo elevado, puro e nobre de louvar: é bem próprio de um espírito alto e nobre como o da Virgem. ” (“Maria Mãe dos homens”, Edições Paulinas, SP, p. 561).

Também, para Lutero, mas não para o “pastô” Claudio, Maria é Santa e intercessora:

“Peçamos a Deus que nos faça compreender bem as palavras do Magnificat… Oxalá Cristo nos conceda esta graça por intercessão de sua Santa Mãe! Amém. (“Comentário do Magnificat”).

E para o desespero do pastor Cláudio e de outros protestantes atuais, Lutero, o pai do protestantismo, diz que Maria é Mãe de Deus:

“… ela com justiça é chamada não apenas de mãe dos homens, mas também a Mãe de Deus… é certo que Maria é a Mãe do real e verdadeiro Deus”. Sermão Concórdia. vol 24. p. 107.”

E é claro, que Lutero estava se referindo que Maria é Mãe de Deus Filho. Maria sempre foi venerada de modo especial no Cristianismo desde a Igreja Primitiva.

Maria sempre foi aceita como Mãe de Deus mesmo para os católicos ortodoxos que se separaram da Igreja Católica em 1050. Nossa Senhora sempre foi tida como Santa e Mãe de Deus até mesmo nos primórdios do protestantismo.

Aqui você pode ver o vídeo que repercutiu na internet, em que o pastor Cláudio comicamente ensina que Maria não é Mãe de Deus.

Você também poderá gostar destas outras postagens aqui do blog:

Deixe seu comentário logo abaixo com suas críticas e sugestões. Você também pode receber as atualizações eu seu e-mail, assine o catequese do leigo. Um grande abraço.

Sou ex-espirita, moro em Maringá -PR. Gosto de falar sobre religião e sobre a fé católica. Tenho interesse pela catequese de adultos. Sou formado em Administração. Gosto de Sistemas de Informação e Redes Sociais. Também gosto de programação para internet. Seja Bem Vindo.

Deixe uma resposta