DOCE É SENTIR – MÚSICA FRANCISCANA PARA MEDITAÇÃO

postado em: Catequese | 0

Existem muitas vozes em nosso dia a dia. Ficamos confuso, não sabemos quem ouvir e o que ouvir. As músicas deixam frases em nosso interior.

Além das músicas que ouvido no rádio, na televisão dos grandes artistas, há também os gurus de nossos tempo. Dizem frases belas, impactam, levantam nossa auto estima.

Passamos uma vida ouvindo, guardando em nosso interior frases feitas de um falso entusiamos e mentiras com aparência de verdade.

Quando paramos e queremos nos desintoxicar de tantas falas, que nada dizem, enfrentamos um problema. Nosso ouvido está destreinado para ouvir a voz de nosso eu mais intimo e a voz de Deus.

Exercicio espiritual proposto para catequese

DOCE É SENTIR…ENTÃO SINTA NA ALMA

Fiz uma experiência na catequese de adultos com esta música franciscana e alguém me disse: “Eu escuto a música mas não consigo ouvir.

Na verdade ela não consegue entender o que a música poderia estar dizendo para ela. Há diversas razões para isto. As razões mais comuns estão entre os ruídos do dia a dia e quantidade de outras falas em nosso coração.

Há tantas falas, tantas pregações, tantos “pastores”, que não se consegue estar no silêncio da alma. Ouvir a si mesmo é um desafio, principalmente nos dias de hoje.

Voltar para nosso intimo é incomodar-se. É preciso olhar para si, olhar para coisas escondidas dentro de nós. O medo, as fraquezas e os traumas nos marcam profundamente.

Meditar e refletir é preciso e é precioso. Encontrar-se consigo mesmo é necessário para que possamos nos encontrarmos com o próximo.

SINTA A SI MESMO POR QUE VOCÊ É DOCE

Sinta a si mesmo, no final sempre será doce. Sinta e busque o Senhor. Faça seu encontro pessoal com Jesus, seu encontro único e verdadeiro, se desprenda de si.

Este ato de sentir-se pode ser refletido em uma prática de MEDITAÇÃO, esta prática não deve ser confundida com um mero exercício de relaxamento.

A meditação deve estar guiada pelo Espírito Santo, este guia nos leva em profundidade ao encontro com Jesus Cristo. O Papa Francisco disse em um homilia:

Uma sessão de yoga não poderá ensinar um coração a “sentir” a paternidade de Deus, nem curso de espiritualidade zen o tornará mais livre para amar. Somente o Espírito Santo tem este poder. Quem nos ensina a amar? Quem nos liberta dessa dureza?. Somente o Espírito Santo. Você pode fazer mil cursos de catequese, mil cursos de espiritualidade, mil cursos de yoga, zen, e todas essas coisas. Mas isso nunca vai ser capaz de lhe dar a liberdade de filho. Somente o Espírito Santo move o seu coração para dizer ‘Pai’. Somente o Espírito Santo torna o coração dócil a Deus e à liberdade” (Zenit.org – 09 de janeiro de 2015)

Deve ser bem distinto para nós cristãos o que de fato é meditar e relaxar. Embora a prática da meditação possa proporcionar um relaxamento corporal, o que é natural, há uma busca maior neste movimento, é sempre um encontro.

Doce é sentir, por que ao sentir percebemos um toque. Este toque pode ser na alma, mas também pode ser um querer abraçar-se e abraçar o próximo. Mas não com um sentimentalismo barato, mas sim com um querer bem, um querer que se aproxima ao Cristo.

O CATECISMO E A MEDITAÇÃO

A Igreja também tem um olhar para a pratica de meditação. Como Mãe e Mestra ela nos orienta de forma a fazer um discernimento coerente na ação meditativa.

A meditação é sobretudo uma procura. O espírito procura compreender o porquê e o como da vida cristã, a fim de aderir e responder ao que o Senhor pede. Para tanto, é indispensável uma atenção difícil de ser disciplinada. Geralmente, utiliza-se um livro, e os cristãos dispõem de muitos: as Sagradas Escrituras, especialmente o Evangelho, as imagens sacras, os textos litúrgicos do dia ou do tempo, os escritos dos Padres espirituais, as obras de espiritualidade, o grande livro da criação e o da história, a página do “Hoje” de Deus. (CIC 2705).

Para você saber mais sobre o que a Igreja ensina sobre a meditação você pode seguir clicando neste link, vale a pena saber mais.

DOCE É SENTIR

Doce é sentir em meu coração
Humildemente vai nascendo o amor.
Doce é saber não estou sozinha
Sou uma parte de uma imensa vida.
Que generosa reluz em torno a mim
Imenso dom do seu amor sem fim.
O céu nos deste e as estrelas claras
Nosso irmão sol, nossa irmã a lua
Nossa mãe terra com frutos, campos,
Flores, Fogo e o vento, o ar e a água pura
Fonte de vida de tua criatura.
Imenso dom do seu amor sem fim
Imenso dom do seu amor sem fim.

Acima você encontrará a letra da música franciscana. Ao final o roteiro que foi preparado para os catecúmenos para uma meditação individual. Também o áudio da música com download e abaixo o vídeo do coral.

Acesse aqui para fazer download da música DOCE É SENTIR para você ouvir em seu smartphone, táblet ou computador. Abaixo você pode conferir o vídeo.

Confira aqui o roteiro para uma meditação inicial para uma primeira experiência, é bem simples. Neste breve roteiro procurei em um primeiro momento situar o catecúmeno da prática de meditação com a oração de Santo Inácio de Loyola e a música Doce é  Sentir. Enviei a música para cada um, em particular, pelo Whatsapp.

Você também pode ver outros posts aqui do blog:

Por favor deixe seu comentário logo abaixo com suas críticas e sugestões. Assine também o blog e receba as atualizações em seu e-mail.

Sou ex-espirita, moro em Maringá -PR. Gosto de falar sobre religião e sobre a fé católica. Tenho interesse pela catequese de adultos. Sou formado em Administração. Gosto de Sistemas de Informação e Redes Sociais. Também gosto de programação para internet. Seja Bem Vindo.

Deixe uma resposta