CATEQUESE DO LEIGO

Seja bem vindo ao blog catequese do leigo. Aqui você pode encontrar assuntos relacionados a Igreja. Materiais e discussões sobre catequese.

catequese do leigo - nossa senhora do perpetuo socorro

POSSO SER CATÓLICO E PARTICIPAR DO ESPIRITISMO

Um católico, pode ou não participar do espiritismo? Por incrível que pareça esta é uma dúvida que sempre ouço. Mas antes vamos esclarecer alguns pontos.

Esta postagem não iriá entrar no mérito da questão das obras de caridade que envolve as comunidades espírita. E sim dar uma direção para quem faz esta pergunta.

Um outro ponto fundamental é que a resposta, será com base no catecismo da Igreja sobre participar do espiritismo. No entanto não será abordado de forma abrangente toda a doutrina espírita.

O CATÓLICO PODE PARTICIPAR DO ESPIRITISMO?

Existem muitas pessoas boas e bem intencionadas no espiritismo, e vamos classificar aqui, em se tratando de sessões espiritas do Kardecismo.

O Kardecismo, também chamado de Mesa Branca é uma doutrina que tem por núcleo central de sua crença a reencarnação e a comunicação entre vivos e pessoas que já faleceram.

De forma bem resumida, estas são as bases crença Kardecista. O espiritismo e o Kardecismo por vezes, acabam por serem sinônimos.

Mas então, sendo eu católico posso participar das reuniões ou sessões espíritas? Sendo objetivo, a resposta é NÃO. Nós católicos não podemos participar do espiritismo.

MAS POR QUE NÃO PODEMOS PARTICIPAR DAS SESSÕES ESPIRITAS?

A Sagrada Escritura no Livro do Deuteronômio no capítulo 18, vs de 9 até 12 proíbe severamente a prática do espiritismo e crenças relacionadas.

Quando tiveres entrado na terra que o Senhor, teu Deus, te dá, não te porás a imitar as práticas abomináveis da gente daquele terra.  Não se ache no meio de ti quem faça passar pelo fogo seu filho ou sua filha, nem quem se dê à adivinhação, à astrologia, aos agouros, ao feiticismo,  à magia, ao espiritismo, à adivinhação ou a invocação dos mortos, porque o Senhor, teu Deus, abomina aqueles que se dão a essas práticas, e é por causa dessas abominações que o Senhor, teu Deus, expulsa diante de ti essas nações.

Perceba que já na Sagrada Escritura as práticas de invocação aos mortos são condenadas por Deus. Mas também existe algo fundamental em nossa Fé.

A Fé católica é totalmente incompatível com a doutrina espírita, pois nós católicos cremos firmemente na RESSURREIÇÃO. Deste modo o catolicismo difere e não crê na REENCARNAÇÃO.

Veja aqui uma postagem falando sobre nossa Profissão de Fé:

PROFISSÃO DE FÉ O CREDO APOSTÓLICO DA IGREJA – O CREIO

A crença da reencarnação também é antibíblica, existem uma série de artifícios criados pelos espiritas distorcendo trechos bíblicos, com a tentativa de justificas a crença espírita.

No Novo Testamento, na carta aos Hebreus, também está claro a situação do homem com relação a morte. Veja Hebreus 9,27:

Como está determinado que os homens morram uma só vez, e logo em seguida vem o juízo

O Autor Sagrado, inspirado pelo Espirito Santo, também apresenta a incompatibilidade entre a Fé mantida pela Igreja de Cristo e o Kardecismo.

catolico não pode ser espírita,,w

O QUE A IGREJA DIZ SOBRE O ESPIRITISMO

A prática espirita, segundo o ensinamento da Santa Igreja, ofende o primeiro mandamento da lei de Deus: “Ao Senhor teu Deus adorarás, a Ele servirá“.

Isto implica dizer que por muitas vezes se dá a esperança, o amor, o respeito e a adoração para algo que não seja Deus. No Catecismo da Igreja Católica é ensinado que:

2117. Todas as práticas de magia ou de feitiçaria, pelas quais se pretende domesticar os poderes ocultos para os pôr ao seu serviço e obter um poder sobrenatural sobre o próximo – ainda que seja para lhe obter a saúde – são gravemente contrárias à virtude de religião. Tais práticas são ainda mais condenáveis quando acompanhadas da intenção de fazer mal a outrem ou quando recorrem à intervenção dos demônios. O uso de amuletos também é repreensível. O espiritismo implica muitas vezes práticas divinatórias ou mágicas; por isso, a Igreja adverte os fiéis para que se acautelem dele. O recurso às medicinas ditas tradicionais não legitima nem a invocação dos poderes malignos, nem a exploração da credulidade alheia.

Portanto, para nós católicos é expressamente proibido participar do espiritismo. Dessa forma, devemos confirmar na Palavra de Deus e na Igreja que é sua guardiã.

Seja firme na sua fé, não se deixe levar por emoções, curiosidades, confie em Deus e no amor que ele tem por cada um de nós.

Veja também esta outra postagem:

O ESPIRITISMO

Tenha sempre certeza em seu coração, que a Igreja de Cristo zelo por todos nós seus filhos, é por esta razão que precisamos conhecê-la cada vez mais.

Obrigado por sua visita. Deixe seu comentário logo abaixo com suas críticas e sugestões. Assine o blog e receba as atualizações em seu e-mail. Abraços.

Autor Catequese do Leigo catequesevirtual@gmail.com

Sou católico e amo a Igreja. Gosto de teologia e me interesso por catequese de adultos.

Anúncio
ASSINE O CATEQUESE DO LEIGO
POSTAGENS RECOMENDADAS
Anúncio
RECEBA ATUALIZAÇÕES

comment DEIXE SEU COMENTÁRIO LOGO ABAIXO NO CATEQUESE DO LEIGO

4 Comentários

  1. Willian Sabino Tiano disse:

    Postagem tendenciosa e preconceituosa.E a palavra Espiritismo,foi criada por Allan Kardec,nao consta no original.
    Se ouvir isso em uma igreja,eu abandono a fe catolica.Pois ja estou cansado dessas postagens falando mal da doutrina espirita.

    • Olá Willian obrigado por sua postagem, seja bem vindo. A fé católica é incompatível com a doutrina católica. Ou se é Espírita ou e é Católico. Mostre por favor, onde a postagem é tendenciosa. Um grande abraço. Que nossa Senhora lhe conceda paz na verdade de Nosso Senhor Jesus Cristo.

  2. ARTHUR LIMA JR disse:

    MEU DEUS, QUANTA FALTA DE INFORMAÇÃO DESSE POVO QUE SE DIZ CATÓLICO!
    ESSE ARGUMENTO QUE VOCÊS USAM É FALSO!
    PRIMEIRO QUERO INFORMAR AOS DESINFORMADOS QUE A PALAVRA “ESPIRITISMO” PASSOU A SER USADA NO MUNDO A PARTIR DA PUBLICAÇÃO DO LIVRO DOS ESPÍRITOS EM 18 DE ABRIL DE 1857, LOGO ESSA PALAVRA NÃO PODERIA CONSTAR EM DEUTERONÔMIO, DE JEITO NENHUM. ISSO MOSTRA O GRAVÍSSIMO ERRO NAS TRADUÇÕES. SEMPRE FUGINDO DO TEXTO ORIGINAL. SUGIRO QUE UTILIZEM OUTRA BÍBLIA, POIS ESSA AÍ NÃO É CONFIÁVEL. NÓS ESPÍRITAS ENTENDEMOS O QUE MOISÉS QUIS DIZER. KARDEC ANALISOU MINUCIOSAMENTE ESSA QUESTÃO. O QUE ESTÁ TRADUZIDO AÍ NÃO ESTÁ CONFORME OS ESCRITOS ORIGINAIS.
    MOISÉS, DIANTE DO ABUSO QUE O POVO HEBREU PRATICAVA NO DESERTO, SUGERIU QUE NÃO SE EVOCASSEM OS MORTOS, PROIBINDO ESSA PRÁTICA NEFASTA. ISSO PORQUE OS CHAMADOS MORTOS NEM SEMPRE PODEM ATENDER AOS CAPRICHOS DAS CRIATURAS HUMANAS. NO ENTANTO, O EVANGELHO NARRA QUE, NA TRANSFIGURAÇÃO DE JESUS, MOISÉS, QUE JÁ ERA MORTO HÁ MAIS DE MIL ANOS E ELIAS, QUE ERA MORTO HÁ SEISCENTOS ANOS, MAIS OU MENOS, APARECERAM MATERIALIZADOS E CONVERSARAM COM O MESTRE. NESSE FATO, CONSTATAMOS QUE MOISÉS, ELE PRÓPRIO, VEIO REVOGAR A PROIBIÇÃO PORQUE VOLTOU MORTO QUE SE ENCONTRAVA PARA O MEMORÁVEL DIÁLOGO COM O MESTRE. E NÓS, OS ESPÍRITAS, NÃO EVOCAMOS OS ESPÍRITOS, ELES VÊM ESPONTANEAMENTE.
    POR GENTILEZA, ANTES DE FAZEREM COMENTÁRIOS SOBRE O ESPIRITISMO FAZENDO PARALELO COM O CATOLICISMO, TRAGAM INFORMAÇÕES VERDADEIRAS PARA O PÚBLICO QUE ESTÁ LENDO. RESPEITAMOS AS CRÍTICAS, PORÉM AS MESMAS PRECISAM TER EMBASAMENTO EM INFORMAÇÕES COERENTES.

  3. ARTHUR LIMA JR disse:

    Willian Sabino, seu comentário é muito pertinente. Não senti firmeza na resposta do Marcelo quanto à presença da palavra Espiritismo em Deuteronômio. Eu senti que está tendencioso aí, viu Marcelo! Preconceituoso nem se fala, né!