HISTÓRIA DO PAPAI NOEL NA CATEQUESE? MAS E O NASCIMENTO DE JESUS?

postado em: Catequese | 0

O universo infantil é muito rico, cheio de histórias, músicas e animações. A cultura do Papai Noel não é diferente, principalmente quando vamos nos aproximando das festas natalinas.

Todos nós, acredito que sem exceção crescemos ouvindo a história do Papai Noel. Não posso negar que este tipo de filme natalino é um dos meus preferidos.

Neste post gostaria de fazer uma reflexão junto ao você catequista. Contar história ou pintar desenhos do Papai Noel na catequese é correto? Será que estou me preocupando com o verdadeiro sentido do Natal que é Jesus?

DEVO CONTAR A HISTÓRIA DO PAPAI NOEL OU PINTAR DESENHOS NA CATEQUESE

Querido amigo e amiga catequista, este assunto parece ser meio irrelevante, mas acredite, não é? Tenho uma outra pergunta a lhe fazer! Qual filme do Papai Noel que você já assistiu em que se fala do NASCIMENTO DE JESUS?

Se você souber de algum, por favor, compartilhe, aguardo sua sugestão lá em baixo nos comentários. Mas enquanto você pensa, vamos continuar nossa reflexão.

O período do Natal é um momento em que as pessoas se preocupam, na maioria das vezes, com uma única coisa, dar presentes. Você já parou para pensar, por que chamamos o Natal de Natal??

Não, então vamos lá, a palavra NATAL vem de outra palavra que é NATIVIDADE e esta palavra quer dizer única e exclusivamente NASCIMENTO.

Portanto, quando desejamos UM FELIZ NATAL para alguém, estamos desejando para esta pessoa UM FELIZ NASCIMENTO, de quem? Óbvio, só pode ser de uma única pessoa, JESUS CRISTO.

ORIGEM DO PAPAI NOEL

Vamos falar um pouco sobre a origem deste personagem tão marcante na época natalina, infelizmente. Neste momento gostaria de que você acompanhasse alguns fatos.

Este personagem fictício, também chamado de O BOM VELHINHO, na verdade é uma mistura de vários elementos, inclusive pagãos.

SÃO NICOLAU DE MIRA

Uma das tentativas que utilizam frequentemente é dizer que o Bom Velhinho, vestido de vermelho é na verdade São Nicolau. Mentira da braba.

São Nicolau foi um Bispo. Nascido no século III, a data de seu falecimento é marcado no dia 06 de dezembro do ano de 350. São Nicolau nasceu em uma família muito rica.

a história do papai noel é confundida com a de são nicolau

De fato São Nicolau de Mira ficou conhecido por sua generosidade, após a morte de seus pais, São Nicolau, utilizou o dinheiro para favorecer várias pessoas.

Além da caridade para com os mais necessitados, São Nicolau, tinha um grande respeito e compaixão pelas crianças. E é claro que utilizaram estas características de presentear os pobres para com velho da roupa vermelha.

A VERDADEIRA HISTÓRIA DO PAPAI NOEL

Se você ainda não sabe como nasceu a história comercial e fantasiosa do “bom velhinho” então prepare-se para conhecer BELSNICHEL.

Belsnichel é um velho, que carrega um saco durante a noite de Natal. Além do saco, também tem uma vara que utiliza para dar varadas nas crianças que foram más.

E sabe para que serve o saco? Não é para carregar presentes, mas sim, para carregar crianças e depois mata-las! Cuidado com o velho o saco.

história do belsnickel o papai noel malvado

E como não bastasse, temos mais um outro misterioso e aterrorizante “Bom Velhinho”, o KRAMPUS, um demônio para amedrontar as crianças.

Enquanto o Papai Noel dava presentes para as crianças boas e bem comportadas, Krampus colocava carvões nas meias das crianças briguentas.

Tentaram fazer inclusive uma “amigável” junção entre São Nicolau e o Krampus, que seria o responsável por punir as crianças más.

krampus e são nicolau

Mas não para por ai, ainda temos um outro sujeito o Olentzero, outro velhinho do folclore basco, que também presenteia crianças boas e coloca pedaços de carvão na meia de crianças más.

Olentzero dá presente para crianças boas e carvão para as más

A JOGADA DE MARKETING: O PAPAI NOEL VENDE MAIS

Resumindo meu caro amigo catequista, você já percebeu que o Papai Noel se trata de um punhado de histórias, mas que não representa a verdade do Natal, que é o Nascimento de Cristo.

Mas todo este punhado de contos sobre o “bom velhinho” foi unificado por um cartunista chamado Thomas Nast, alemão e ateu

Exatamente, basicamente a figura o Papai Noel que conhecemos hoje ,que não é tão Noel assim, foi criado por um ateu. Lembrando de uma das perguntas, que faço novamente. Quantas vezes você ouviu o Papai Noel dizendo sobre Cristo? 

O Papai Noel nada mais é do que uma construção do comercio para que você e eu, nos sintamos obrigados a presentear as pessoas.

Se vamos dar presentes, que seja a exemplo dos reis Magos que levaram presentes ao Rei que acabara de nascer, por isso Natal.

Outro fato curioso é que foi a Coca-Cola que terminou o trabalho de Thomas Nast com a intenção de vender muito mais refrigerante na época natalina.

CONCLUSÃO SOBRE O BOM VELHINHO

Mesmo que haja toda esta mistura e confusão entre os folclores, inclusive nada cristão, não é necessário fazer uma caça as bruxas. Porém não deixe seus filhos e catequizandos esquecerem Cristo.

O verdadeiro espírito do Natal, como sempre ouvimos falar é o Nascimento daquele que veio trazer a salvação a toda a humanidade, Nosso Senhor Jesus Cristo.

Espero que a postagem tenha sido esclarecedora e também possa vir a ajudar você meu amigo catequista a entender melhor este universo do Papai Noel e sua origem.

Você também poderá gostar de outras postagem:

Muito obrigado por sua visita. Deixe seu recado logo abaixo com suas críticas e sugestões. Assine também o Blog e recebe as atualizações semanalmente em seu e-mail. Um grande abraço

Sou ex-espirita, moro em Maringá -PR. Gosto de falar sobre religião e sobre a fé católica. Tenho interesse pela catequese de adultos. Sou formado em Administração. Gosto de Sistemas de Informação e Redes Sociais. Também gosto de programação para internet. Seja Bem Vindo.

Deixe uma resposta