CATEQUESE DO LEIGO

Seja bem vindo ao blog catequese do leigo. Aqui você pode encontrar assuntos relacionados a Igreja. Materiais e discussões sobre catequese.

catequese do leigo - nossa senhora do perpetuo socorro

ORAÇÃO MUITO ANTIGA NA IGREJA – PELO SINAL DA SANTA CRUZ, LIVRAI-NOS DEUS

O sinal da Cruz é uma das orações mais breves e mais antigas da Igreja. Este sinal é caracterizado por uma expressão corporal e por uma recitação.

Na expressão corporal, traçamos com a mão direita que sai da testa, vai até o peito, seguindo para o ombro esquerdo, finalizando no ombro direito.

Este anto de sinal  da cruz sobre  si, também é chamado de “persignar“. Ao persignar-se dize-se, EM NOME DO PAI, E DO FILHO E DO ESPÍRITO SANTO.

Bem, voltando para o assunto propriamente dito, vamos primeiro falar sobre a outra fórmula de persignar-se, o pelo sinal da santa Cruz. Oração do sinal da cruz. A cruz é o sinal do cristão

O SINAL DA SANTA CRUZ

Não se sabe exatamente como e quando o ato de traçar o sinal da cruz iniciou na Igreja. Mas há grandes indícios que remonta desde a era Apostólica.

No Evangelho, Jesus não diz para que renunciemos as nossas cruzes, ao contrário, a cruz de cada um é parte de nós mesmo.

Ao seguir a Cristo, no cruz também deve estar unida a sua Cruz: “E quem não carrega a sua cruz e me segue, não pode ser meu discípulo“. (Lc 14, 27)

É provável, portanto, que o uso do SINAL DA CRUZ tenha nascido no meio dos Apóstolos. São Paulo, também em sua primeira carta aos Coríntios diz:

Pois a linguagem da cruz é loucura para aqueles que se perdem. Mas, para aqueles que se salvam, para nós, é poder de Deus (1 Cor 1,18)

Veja, que a Cruz de Cristo, para nós católicos, é muito mais do que um mero simbolo, mas sim a presença do poder de Deus.

A linguagem da Cruz refere-se a todo o sofrimento de Cristo, unidos ao nosso sofrimento, mas também a confiança e entrega de Cristo, unidos também a nossa esperança.

OS PAIS DA IGREJA E O ENSINAMENTOS SOBRE O SINAL DA SANTA CRUZ

Inúmeros são os testemunhos ou ensinamentos sobre persignar-se com o Sinal da Santa Cruz. Ao estudar a história da Igreja, será encontrado vários destes ensinamentos.

Vejamos por exemplo o que disse Tertuliano, que viveu no século III. Tertuliano é considerado um dos grandes PADRES DA IGREJA. Diz ele:

Quando nos pomos a caminhar, quando saímos e entramos, quando nos vestimos, lavamo-nos e iniciamos as refeições, quando vamos nos deitar, quando nos sentamos, nessas ocasiões e em todas as nossas demais atividades, persignamo-nos a testa com o sinal da cruz. (De Corona Militis cap 3, Tertuliano)

Tertuliano morreu no ano de 220 D.C e deixou grandes escritos sobre a fé católica.

Santo Atanásio é também um grande homem e Doutor da Igreja, que deixou grandes trabalhos em defesa da fé católica.

Santo Atanásio, ensinando contra a feitiçaria e adivinhos, ensina sobre o Sinal da Cruz:

(…) Se portanto vierem a nós, de noite, e quiserem anunciar-nos o futuro ou nos disserem: ‘Nós somos os anjos’, não lhes deis atenção, estão mentindo. (…) não lhes deis ouvidos, não lhes deis atenção. Ao contrário, fazei o sinal da cruz sobre vós mesmos e sobre a casa e orai, que os vereis desaparecer: são frouxos e têm muito medo do sinal da cruz do Senhor, ‘porque por esse sinal o Salvador os despojou e os entregou em espetáculo’ (Cl 2,15) (…).(Santo Atanásio – Vida de Santo Antão, 35)

Santo Atanário de Alexandria viveu até os 78 anos, nasceu em 295 e morreu no ano de 373.

Existem vários outros textos que narram o uso do Sina da Cruz, todo eles refere-se de modo respeitoso e piedoso.

PELO SINAL DA SANTA CRUZ LIVRA-NOS DEUS

Quando nos persignamos com o sinal da cruz da testa até o peito, depois de ombro a ombro, na verdade estamos fazendo de forma simplificada.

A formula completa da persignação, consiste traçar uma cruz na testa, outra nos lábios e por fim no peito.

E ao fazer estes sinais, dizemos:

Na testa: Pelo sinal da Santa Cruz;

Na boca: Livrai-nos Deus, Nosso Senhor;

No peito: Dos nosso inimigos.

Por fim: Em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo, Amém.

Algumas pessoas, se incomodam com a frase “Livrai-nos Deus, Nosso Senhor, Dos nossos Inimigos”,  alegando que não possuem inimigos.

Bem, penso no seguinte. Em primeiro lugar, a oração é oficial e antiga da Santa Igreja. Fazemos estes sinais em todas as Missas.

Quem são nossos inimigos, é todo pecado. A corrupção, a divisão, os perseguidores dos cristãos. Mas isto não significa que se deva levantar uma bandeira de guerra, mas de consciência.

Também há outra dimensão pastoral e cristã sobre o sinal da cruz, quando fazemos:

Na testa: Para que Deus nos dê pensamentos de bondade, pensamentos que possa elevar nosso corpo e alma. Também para que possamos guardar as palavras do Evangelho.

Na boca: Para que de nossa boca saia palavras de amor e sabedoria. Que também possamos anunciar a verdade do Evangelho.

No peito: Que o amor de Deus seja vivo em nosso coração. Que possamos cada vez mais amar a Deus e ao próximo.

Façamos o sinal da Santa Cruz, conservemos esta tradição piedosa e que tem tanto a nos ensinar. E que também ensinemos nossos catequizandos a fazer com devoção esta oração que atravessa os séculos.

 

VOCÊ PODERÁ GOSTAR DESTAS OUTRAS POSTAGENS

Muito obrigado por sua visita. Deixe seu comentário logo abaixo com suas críticas e sugestões. Assine o blog e receba as atualizações. Um grande abraço.

Anúncio
ASSINE O CATEQUESE DO LEIGO
POSTAGENS RECOMENDADAS
Anúncio
RECEBA ATUALIZAÇÕES
Autor Catequese do Leigo catequesevirtual@gmail.com

Sou ex-espirita, moro em Maringá -PR. Gosto de falar sobre religião e sobre a fé católica. Tenho interesse pela catequese de adultos. Sou formado em Administração. Gosto de Sistemas de Informação e Redes Sociais. Também gosto de programação para internet. Seja Bem Vindo.

comment DEIXE SEU COMENTÁRIO LOGO ABAIXO NO CATEQUESE DO LEIGO

0 Comentários